Post Content
Em tempos passados o assunto “noivado” era tratado com mais rigor. Os costumes de nossas avós e tataravós não são mais vistos e praticados na nossa época. Engraçado é observar que esses costumes desapareceram, mas os princípios morais não. O significado e o ritual (se assim posso dizer) do Noivado vem mudando a cada dia. Você sabe o que é o Noivado?O noivado é a evolução do casal como “todo”, e tem o intuito de consolidar sua união (caso o casal considere um ritual importante). Representa a além da maturidade de um relacionamento, o momento em que o casal está pronto para formar uma nova família. De qualquer forma, é um período onde o casal aprende mais sobre os hábitos um do outro, fazem planos e sonham com o futuro.

O mais importante não é a sua celebração, mas o significado desse acontecimento para a vida de cada um e para a relação do casal.

Para muitos, casar ainda é um sonho e faz parte dos seus planos de vida, porém muitos casais ainda esperam o momento certo para tomar esta decisão. É importante salientar que, uma vez tomada a decisão de noivar, os pais precisam ser os primeiros a saberem na noticia.

Apesar de não haver prazos fixos com relação ao tempo de noivado, é importante mensurar que ficar muito tempo noivo é um pouco falta de bom senso, já que um dos sentidos principal do noivado é o período preparatório para o casamento. Neste sentido, o aconselhável é no mínimo de seis meses e no máximo dois anos. Se o casal não se sentir preparado para o casamento, por questões financeiras ou pessoais, o ideal é não noivar e continuar com o namoro. Não podemos esquecer de que nem todos os casais ficam noivos. Alguns passam direto do namoro para o casamento.

As alianças devem ter o nome do(a) companheiro(a) ou suas iniciais gravadas no lado interno e devem ser usadas no dedo anular da mão direita (durante todo período do noivado). Alguns dias antes do casamento, o noivo deve mandar gravar a data escolhido para a união. Após o casamento, as alianças deverão ser usadas no dedo anular da mãe esquerda, que segundo a tradição, é o lado onde está localizado o coração.

O Noivado dificilmente chegará a ser um acontecimento tão bem planejado quanto pode ser um casamento. Acontece na maioria das vezes, de uma maneira cheia de imprevistos, regado ao romantismo, esperanças e às vezes, com um pouco de medo. Ele é, de fato, uma tradição que acrescenta certo valor moral, cultural e social ao casamento.

É imprescindível que durante todo o tempo de noivado, os noivos se conheçam o melhor possível e tenham a certeza que irão concretizar o que realmente desejam. Lembre-se que todas as pessoas provêm de famílias que, mesmo sendo semelhantes, não idênticas, possuem maneiras diferentes de pensar, de atuar e de tratar-se.


[É necessário], durante o tempo do noivado, investigar, discernir, de circunstância em circunstância, as virtudes e defeitos, as capacidades e as deficiências, não para criticar e brigar ou para dar preferência a seu modo de ser, (…) mas para dar-se conta do que se pode esperar, do que um cônjuge talvez terá de compensar ou suprir(Palavras do Papa Pio XII, no discurso de 18/03/1942).Até a próxima! =)