Post Content

Em casamentos que cada um dos noivos tem um idioma nativo, ou que grande parte dos convidados fala um idioma diferente, é necessário pensar bem em como transformar toda (ou parte) da cerimônia e da festa em uma experiência bilíngue, e isso envolve em primeiro lugar, o convite. Neste post vamos falar um pouco sobre cerimônias, e principalmente, convites de casamento bilíngues.

convites-de-casamento-bilingues

Convites de Casamento Bilíngues | Foto: jogandoobuque

Convite bilíngue

A principal decisão sobre convites de casamento bilíngues é o casal resolver se irão querer fazer dois convites separados, iguais, porém em diferentes idiomas; ou se irão fazer apenas um modelo, com os dois idiomas, igual este da foto abaixo da Entrepaper. Esse segundo modelo chama-se de tradução simultânea e conta com 2 idiomas e 1 convite.

Caso a escolha seja a primeira opção, basta pensar normalmente em como você quer o seu convite, escolher as cores, o texto e o design, e em seguida traduzir todo o texto, ficando assim com dois modelos, e destinando cada um deles ao convidado com o respectivo idioma.

Porém, se você preferir o convite com tradução simultânea, tem que ficar mais atento ao tamanho do texto, já que ele vai aparecer duas vezes no convite. Você pode ainda optar por traduzir apenas as frases principais, ou se não conseguir ou quiser reduzir o texto, apostar em um modelo de livrinho, com duas páginas, uma em cada língua.

convites-de-casamento-bilingue-entrepaper1a

Convites de Casamento Bilíngue | Foto: Entrepaper

Identidade Visual Bilíngue

Mas não é só o convite que precisa ser bilíngue neste tipo de casamento. Toda a identidade visual que envolve a cerimônia e contenha texto também precisa ser. Ou seja, o “Save The Date”, o cardápio da festa, as plaquinhas decorativas, os cartões de agradecimento, etc.

Isso não chega a implicar nas suas escolhas de design ou de cores, e pode ser uma boa ideia ainda brincar com os dois idiomas, principalmente se a festa for mais descontraída. Só não esqueça nunca que você precisa decidir se vai ou não traduzir tudo que for texto, e como essa tradução vai acontecer, seja em uma peça diferente ou de maneira simultânea.

convites-de-casamento-bilingue-4a

Convites de Casamento Bilíngue | Foto: reprodução

convites-de-casamento-bilingue-6a

Convites de Casamento Bilíngue | Foto: reprodução

Cerimônia Bilíngue

Pensar na cerimônia de casamento bilíngue é um pouco mais complexo do que nos materiais impressos. Em primeiro lugar porque você ou seu noivo podem se encarregar das traduções impressas contratando boas empresas, porém não na cerimônia. Segundo, porque a escolha do que vai ser traduzido nos materiais impressos envolve apenas espaço e papel onde qualquer pessoa pode ler e reler. Já na cerimônia é diferente, a tradução envolve o primordial: tempo e interação com noivos e em alguns casos, com convidados.

Para não cansar seus convidados, não é uma boa ideia fazer “toda” a cerimônia nos dois idiomas, e sim apenas “parte” dela. Vocês podem optar por contratar um juiz de paz, padre ou pastor bilíngue – dependendo do seu caso – ou mesmo contratar um intérprete ou um amigo fluente para fazer a tradução simultânea de certas partes do casamento.

O ideal é que pelo menos a declaração de consentimento – que é quando os noivos são perguntados se é de livre e espontânea vontade que desejam se casar -, os votos matrimoniais, e a benção das alianças sejam feitos nos dois idiomas. Assim a cerimônia não fica tão longa, continuará sendo interessante, clara, bonita e emotiva para todos os convidados, já que eles foram lembrados não é?

convites-de-casamento-bilingue-8a

Convites de Casamento Bilíngue | Foto: Galeria de Convites

 

 

Beijos