Post Content

Como em qualquer religião, o casamento judaico também tem suas peculiaridades. As diferenças e curiosidades do casamento judaico começam no noivado, onde um contrato é realizado entre os noivos se comprometendo em se casar no futuro bem como as condições que deverá ser realizado. Esse documento é o Shtar Tena’i, conhecido como o “Documento das Condições”.

Casamento Judaico - crédito: wikipedia

Casamento Judaico – crédito: wikipedia

No judaísmo, o casamento tem como foco principal a relação entre o homem e a mulher que, no nível espiritual, entende-se que os dois estão se unindo para formar uma única alma. Para o povo judaico, um homem não é completo se não está casado. Além disso, é extremamente importante cumprir o mandamento de ter filhos e é obrigação do marido manter relações sexuais regulares com sua esposa.

O casamento judaico segue os conceitos estabelecidos pelo Torá do Talmud (o livro sagrado dos Judeus) e da Halachá (o conjunto de leis da religião judaica) e cada etapa do casamento tem um significado especifico, desde o dia da cerimônia até a consagração do mesmo.

Casamento Judaico | Crédito: Edno Bispo

Casamento Judaico | Crédito: Edno Bispo

Os rituais que compõem o casamento judaico fazem parte da tradição de um povo. Cada ato possui um significado forte que deve ser respeitado e seguido.

Dia do casamento
Neste dia os noivos fazem jejum, reflexão espiritual e oração. Eles acreditam que Deus perdoa todos os seus pecados para que iniciem uma vida a dois em estado puro. Somente no fim da cerimônia eles fazem a primeira refeição juntos.

O banho de corpo e alma
Faz parte do ritual da noiva judia, o banho nas águas do micvê (um tipo de piscina sagrada) para purificação espiritual.

O vestido da noiva
O vestido de noiva costuma ser de cor clara para simbolizar a pureza. A noiva se enfeita como Deus enfeitou Eva para uni-la à Adão, assim afirma a tradição.

O traje do noivo
O noivo veste o kitel branco, seu traje durante toda a cerimônia. O kitel se assemelha a uma mortalha para lembrar aos noivos que eles são mortais e que o casamento deve durar até o ultimo dia de suas vidas.

O contrato de casamento
Esse contrato especifica as responsabilidades do marido com sua esposa e é assinado pelos noivos como prova de que eles veem o casamento não apenas como uma união física e emocional, mas também como um compromisso legal e moral.

A cerimônia de saudação dos noivos
A celebração do casamento judaico se inicia com uma recepção onde os noivos são cumprimentos por parentes e amigos. Os noivos sentam-se em locais diferentes e as recepções ocorrem separadamente.

casamento-judaico

Rituais do Casamento judaico | Crédito: Nelson Neto

Cobrir o rosto da noiva
Finalizando a preparação para o casamento, o noivo, acompanhado de seus pais, se dirige até o local onde a noiva está recebendo os convidados e coloca o véu sobre a cabeça da noiva. Neste momento os pais abençoam a moça.  Cobrir o rosto da noiva com o véu simboliza a matriarca Ricva, que cobriu seu rosto em seu primeiro encontro. Cobrir a cabeça representa a modéstia da mulher judia. Outro motivo para se cobrir o rosto da noiva, é pra mostrar que o noivo não se interessa apenas pela sua beleza física.

O casamento
Os pais, segurando velas acesas, acompanham os noivos até a Chupá ou Khupá (um tipo de altar com 4 pilares aberto por todos os lados e que representa a futura casa nos noivos). Os noivos são comparados a rei e rainha e por isso são seguidos por séquitos, isto é, um grupo de pessoas que os acompanham como sinal de respeito.
Aqueles que levam velas, organizam-se do lado direito e esquerdo dos noivos. A direita representa a bondade e a esquerda firmeza, dois pontos fundamentais para a união do casal.

As velas
Essas representam os entes queridos que partiram e que se reúnem ao casal no dia do casamento.

A Kipá
O famoso chapéu em forma de circunferência é usado por todos os homens no casamento judaico. Ele representa respeito e temor a Deus.

casamento-judaico-nelson-neto1-red

Rituais do Casamento judaico | Crédito: Nelson Neto

Quem celebra o casamento
Normalmente, um rabino e um razan ficam responsáveis pela celebração do casamento judaico, mas isso não é regra. Qualquer homem mais velho e com mais experiência na comunidade pode celebrar o casamento.

Sem joias nem pertences nos bolsos
Durante a cerimônia da chupá, os noivos não devem usar joias nem levar nada nos bolsos, para provar que cada um é aceito pelo que é e não por suas posses.

As sete voltas
Chegando a chupá, a noiva e até os pais, dão sete voltas ao redor do noivo representando os sete dias da criação. Após concluir as sete voltas, a noiva posiciona-se ao lado direito do noivo.

A aliança
Segundo a tradição, a aliança deve ser simples de ouro e polida, sem gravações ou pedras preciosas. Deve ser colocada no dedo indicador da noiva sem interferência de luvas (a mão precisa está livre). A partir do momento que a aliança é colocada no dedo da noiva, de acordo com a lei judaica, o casal é considerado casado.

O copo em pedaços
Os noivos bebem do mesmo copo em sinal de partilha e, finalizando a cerimônia, o noivo quebra o copo que é colocado no chão. Ele simboliza a destruição do antigo templo de Jerusalém. Neste momento os convidados gritam Mazel Tov (boa sorte).

 

Diferentemente dos católicos, os casamentos judaicos seguem vários rituais e tradições minuciosamente e não são obrigatoriamente realizados dentro das sinagogas. Logo depois da cerimônia, vem a festa que costuma ser muito animada.

Muitos simbolismos e significados estão inseridos nos casamento judaicos, nas obrigações e rituais dos noivos e em tudo que o cercam. Certamente uma das cerimônias mais detalhadas e metódicas, mas com ar de tradição, amor e compromisso.

 

Espero que tenham gostado.

 

Mazel Tov a todos!

 

Clique e confira também matéria completo sobre Blog de Casamento: fonte de inspiração para noivas.