Post Content
O famoso bem casado é um doce único e o mais tradicional e famoso nas festas de casamento e possui vários significados, formas, texturas e recheios. Não se sabe ao certo a origem precisa do bem casado, mas sabe-se que surgiu na Europa, provavelmente entre os séculos XVIII e XX onde os casamentos sofreram consideradas mudanças e transformações.É dito que este doce foi criado segundo o que diz a Bíblia, no livro Génesis, sobre quando Deus criou o homem e a mulher. Para Deus, ambos, homem e mulher estão predestinados a se unirem e tornarem-se um só. Esta união de dois seres distintos que se unem em um é o que representa o bem-casado.
casamento-stephanie-e-danilo-duo-borgatto (8 of 71)
Credito: Fabio Borgatto

 

Os que conhecemos hoje em dia é uma variação dos casadinhos portugueses. A diferença básica entre o casadinho português e o bem-casado brasileiro é que a textura do primeiro é mais densa. É um doce bastante peculiar, já que sua massa deve ser bastante macia e o recheio normalmente é de doce-de-leite ou baba-de-moça. Após longos anos, este doce se tornou algo tradicional e indispensável nas festas de casamento.

O bem-casado é servido no final das festas de casamento para trazer paz e prosperidade aos noivos recém casados, simbolizando assim, a união e o compromisso mútuo entre as partes. De acordo com os costumes, os noivos devem entregar um doce a cada convidado, assim, ambos seriam abençoados com a sorte e a felicidade em seus casamento. Para isso, “basta fazer um pedido, antes de dar a primeira mordida”.

Com o passar dos anos, o bem casado tradicional ganhou várias formas e recheios, e foi se espalhando pelo mundo. Em Portugal, o doce se apresenta com uma camadas de ovos moles no meio. Ele ainda é presente no Rio de Janeiro, onde a influência portuguesa é bem expressiva. Já em São Paulo, predomina o doce-de-leite claro ou escuro.

Outro recheio bastante comum, é o de leite condensado cozido na própria lata, voltando às origens do bem-casado, pois o leite condensado foi criado na Suíça no século XIX, e se popularizou principalmente, na culinária brasileira com os bolos, pudins, pavês e outros doces.

Você pode recheá-lo desde o tradicional doce-de-leite até com nozes, damasco, côco, chocolate, frutas, baunilha, trufas, brigadeiro, framboesa, enfim, há para todos os gostos!!!

Este delicioso doce está se tornando indispensável em diversos tipos de comemorações (além dos casamentos), como por exemplo:

  • Bem Nascidos
  • Bem Vividos
  • Bem Religiosos
  • Bem Formados
  • Bem Sucedido
  • Corporativo
  • 15 anos
  • e muitos outros…
Esses doces deliciosos ainda podem vir nas mais variadas embalagens. Desde as mais tradicionais e delicadas com papel crepom, lacinhos de fitas ou fitilhos de cetim, às elaboradas e personalizadas. Uma sugestão são as caixinhas feitas de papelão ou mdf.

Um exemplo de receita para o preparo do doce tem-se:

Ingredientes:

  • 8 ovos
  • 4 xícaras (chá) de açúcar
  • 1 colher (sopa) de essência de baunilha
  • ½ xícara (chá) de farinha de trigo
  • 1 colher (café) de fermento em pó

Recheio:

  • 600g de doce-de-leite em pasta

Calda:

  • 600g de açúcar
  • ½cara (chá) de água

Acessórios:

  • Fouet (batedor de ovos)
  • Papel-Manteiga

Modo de preparo:

  1. Bata os ovos com açúcar e baunilha na batedeira até triplicar de volume. Com uma peneira e um fouet, incorpore, delicadamente, a essa mistura, a farinha de trigo e o fermento em pó;
  2. Com uma colher de sopa, “pingue” a massa em uma assadeira forrada com o papel-manteiga untado, deixando um espaço de 1 a 2 cm entre as porções. Leve para assar em forno pré-aquecido a 200

    ºc (fogo alto) por dez minutos ou até dourar. Deixe esfriar.

  3. Na montagem: junte os discos dois a dois com o doce-de-leite. Distribua-os sobre uma superficie polvilhada com açúcar;
  4. Para a calda: misture todos os ingredientes e leve ao fogo até estar prestes a ferver. utilize imediatamente. Com o auxilio de um garfo, passe os doces montados pela calda, virando duas vezes cada um. Coloque-os sobre o papel-manteiga untado. Deixe secar por seis horas em local seco e arejado. Rende 40 bem-casados!!!
Lembre-se: os bem-casados devem ser feitos na véspera do casamento, senão ficam secos e duros. outra opção é congelá-los depois de prontos, e descongelar no dia. Para não correr o risco de darem errado, teste a receita com antecedência.

Os preços da lembrançinha podem variar de R$ 1 a R$ 5 reais chegando até R$ 12 reais, de acordo com o tipo (comum ou especial) e embalagem (simples, rebuscada, personalizada, com caixinhas, etc.). O cálculo da quantidade necessária é entre uma e duas unidades por convidados.

 

Beijos